RotaA.com.br
 
 
 
 
 
 
 
 
Marina Raymundo da Silva
Marina Raymundo nasceu na cidade de Taquara e é moradora da cidade de Osório.Professora com formação em História.Fez curso de Folclore,é mentora do Arquivo Histórico Municipal Antonio Stenzel Filho, sócia fundadora da Associação de Estudos Culturais e membro da Comissão Gaúcha de Folclore.
A motivação pelo resgate de memórias surge dentro das disciplinas afins da faculdade. A partir da primeira pesquisa, publicada no a...Vizualizar perfil completo
Perfil completo
14/07/2022 A formação da Vila Miguelzinho- Parte IX.Interpretando.
13/07/2022 A formação da Vila Miguelzinho-Parte VIII
13/07/2022 A formação da Vila Miguelzinho-Parte VII
13/07/2022 A formação da Vila Miguelzinho-Parte VI
13/07/2022 A formação da Vila Miguelzinho- Parte V
13/07/2022 A formação da Vila Miguelzinho- Parte IV
13/07/2022 A formação da Vila Miguelzinho- Parte III
12/07/2022 A formação da Vila Miguelzinho- Parte II
12/07/2022 A formação da Vila Miguelzinho- Parte I
26/03/2016 Escritora professora Branca Diva Pereira de Souza-2ª parte
 
+ Arquivos
Blogs
27ª Moenda da Canção
Aidyl Peruchi
Ana Claudia Gonçalves
Andrea Hilgert
Bola - Wind Fly
Cassia Message
+ Blogs
 
  memoriasmarinaraymundo
 
13/07/2022
A formação da Vila Miguelzinho- Parte IV




A vila que ia se formando pelos seguidores de Miguelzinho que compravam seus respectivos lotes, era precária como descreve os jornalistas Saadi e Vidarte do Correio do Povo no ano de 1952-53 que para lá seguem. Abaixo reescrevo o furo jornalistico por ser difícil sua leitura pela baixa qualidade da impressão que o tempo provocou no recorte:
"Correio do povo:
Reduto de Fanáticos em Santo Antonio.
Centenas de Colonos abandonaram suas terras e foram se agrupar em torno do Chefe de estranha seita religiosa.
Mais de 1000 pessoas, entre homens, mulheres e crianças, vivem em palhoças, no vale de "Arroio Guimarães".
Uma denúncia à polícia sobre a morte de uma criança, leva a reportagem até o local- Fetichismo, curandeirismo e outras práticas exóticas do "mestre Miguelzinho"- Um grave problema social em perspectiva- é proibido cortar o bigode".
Conforme a oralidade, seus adeptos moravam em casinhas improvisadas, algumas feitas até de papelão, outras com pedaços de tábuas e direto no chão batido, com telhado de macega.

Comentários de Padre Wunibaldo sobre Miguelzinho:
Também Padre Wunibaldo em seu livro “ Santo Antonio da Patrulha nas memórias do Padre Wunibaldo.1954.p.46-47) descreve este lider:
“Nunca existiu em Santo Antônio da Patrulha um padre com o nome de Miguelzinho. Quando cheguei em Santo Antônio, já encontrei no interior do município um núcleo de fanáticos, chefiados por um tal de Miguelzinho, isto precisamente na localidade denominada – Fundo Quente- fronteira à capela da Linha Rio dos Sinos, no outro lado do Rio do mesmo nome.

Contaram-me que este tal de Miguelzinho, para ganhar a vida mais facilmente e sem trabalhar, começou como curandeiro, ministrando a seus clientes, poções de chás, feito de ervas......... terminando por fundar uma nova seita religiosa, misturando cristianismo e espiritualismo. Pessoalmente nunca tive contato direto com este grupo...."

Em seu livro de memórias, muitas histórias são contadas sobre Miguelzinho. E as pessoas que viveram aquela época, contam outras tantas.
       
 
 Post Anterior
13/07/2022
A formação da Vila Miguelzinho- Parte III
  Próximo Post
13/07/2022
A formação da Vila Miguelzinho- Parte V
Deixe aqui seu Comentario
 
Blogs
Marina Raymundo da Silva
A formação da Vila Miguelzinho- Parte IX.Interpretando.
Marina Raymundo da Silva
A formação da Vila Miguelzinho-Parte VIII
Marina Raymundo da Silva
A formação da Vila Miguelzinho-Parte VII
Marina Raymundo da Silva
A formação da Vila Miguelzinho-Parte VI
Marina Raymundo da Silva
A formação da Vila Miguelzinho- Parte V
Marina Raymundo da Silva
A formação da Vila Miguelzinho- Parte IV
+ posts
Cadastre seu flyer + eventos
 
RotaA.com.br
    Parceiros
 
Todo conteúdo, imagem ou opiniões publicadas aqui neste espaço é de responsabilidade civil e penal exclusiva do blogueiro.
 
RotaA.com.br
 

www.rotaacoriana.com.br