AMLINORTE
 
 
 
 
 
 
 
 
Ivo Ladislau
Desde os anos 70 vem se dedicando e trabalhando em pesquisas afro-açorianas e manifestações diversas pelo litoral do RS.

Compositor do Hit Coraçao de Reggae (Letra Ivo Ladislau, Musica Catuipe Jr.)

Compositor, pesquisador, vencedor e premiado em diversos festivais....Vizualizar perfil completo
Perfil completo
Links
Facebook
Músicas - Trama Virtual
Orkut
Site Ivo Ladislau
12/02/2013 Periodo Escravagista
22/01/2013 O Rosário e as irmandades!
14/08/2012 Festa de Cultura Açoriana de Santa Catarina
14/01/2012 260 Anos do Povoamento Açoriano no RS
07/07/2011 AÇORES 260 anos - Aspectos Culturais no Litoral do RS
07/07/2011 AÇORES 260 anos - Figuras Brasileiras ilustres de origem açoriana
07/07/2011 AÇORES 260 anos - As nove ilhas
07/07/2011 AÇORES 260 anos - Sobre os Açores
07/07/2011 AÇORES 260 anos - A vinda dos açorianos
07/07/2011 AÇORES 260 anos - A História que antecedeu a vinda dos açorianos
 
+ Arquivos
Blogs
27ª Moenda da Canção
Aidyl Peruchi
Ana Claudia Gonçalves
Andrea Hilgert
Bola - Wind Fly
Cassia Message
+ Blogs
 
  Blog do Ivo Ladislau
 
22/11/2010
Ensaio de Pagamento de Promessa - Parte I - Como surgiu

Existe uma lenda na península, região de Mostardas e Tavares, de que o Ensaio de Promessa de Quicumbi começou quando Nossa Senhora apareceu no mar. Os senhores de escravos foram buscá-la, porém, nada conseguiram; então, um carrasco enfeitou um pretinho retinto, que cantando, conduziu-a pela mão, trazendo-a para a terra. Isso formou o Ensaio. Era cantado pelos escravos nos matos. Ao redor das fogueiras, faziam promessas e entoavam seus cantos, louvando a Senhora do Rosário. Devido falta de médicos na região, os doentes, tendo fé em Nossa Senhora, devotamente, pagavam a promessa quando ficavam curados. Tal devoção permanece até os nossos dias. A tradição é tão forte, que a voz corrente sobre pessoas que morreram sem ter pagado a promessa, e seus espíritos começaram a atentar pessoas da família, obrigando-as a resgato e o que era devido a Nossa Senhora do Rosário. Em outras oportunidades, tendo falecido o "dono da promessa" era entoado:

Cadê o dono desta casa!
O dono desta Promessa.


Portanto o Ensaio de Pagamento de Promessas é uma manifestação do sentimento religioso dos negros que ocorre mais acentuadamente em Tavares e Mostardas e sobre a origem do nome "Ensaio" pouco se sabe; Ensaio, Ensaio de Promessa, Ensaio de Quicumbi. Sua presença, na região, constata-se desde 1820.

O que sabemos é que quando alguém está em dificuldades sérias recorre confiante a Nossa Senhora do Rosário fazendo uma "Promessa de Ensaio". Daí provém a designação de "Ensaio a Nossa Senhora do Rosário". E em pagamento desta promessa que se realizará o ensaio, sendo este costume muito estimado pelo povo em geral.

O "ensaio" é realizado pela irmandade de Nossa Senhora do Rosário, irmandade dos negros. Seus chefes combinam com a pessoa que fez a promessa a data da "folia", que é realizada na casa desta pessoa. Seus participantes, todos negros e membros da Irmandade, não recebem remuneração. No dia marcado, no início da noite, os dançantes em número de oito ou 12 reúnem-se e vão dançando até a casa do "dono da promessa". Tradicionalmente vestem calcas brancas, blusas, cinto e sobre a cabeça um gorrinho com fitas (capacete). Na frente vai uma pessoa com um tambor e outra com um pandeiro. Os demais levam nas mãos os guias ou reco-recos, espécies de pauzinhos de bambu, que são batidos uns contra os outros produzindo um som típico.

Assim dançando e cantando chegam casa do "dono da promessa" que espera os dançantes junto com a família. O dono da casa nesta hora tem nas mãos uma vela acesa. Os dançantes são convidados a entrar, o que fazem dançando e batendo tambor, pandeiro e guias. A Santa é então colocada em um altar, em uma mesa em um lugar em destaque Todo o altar é muito iluminado com velas. O "dono da promessa" convida muitas pessoas; para o “Ensaio” ou "Folia" segundo alguns pesquisadores. Há mesas com bebidas e comidas, não faltando o tradicional churrasco. E uma grande comilança, mas a primeira mesa é dos dançantes como manda a tradição, e os outros se servem a seguir. Este festa continua a noite toda, sendo que pouco antes do amanhecer é servido café e pão-dágua.

No nascer do dia, sempre cantando e dançando, saúdam a Estrela Dalva e encerra-se o "Ensaio”. Cansados os dançantes se despedem.

O que poderíamos destacar que há versos para toda a noite sem repetição e isso recolhemos e esta tudo documentado em as partituras, visto que, é uma maneira de ainda resgatarmos e preservarmos esta tradição além do seu valor inestimável para todos que pesquisam as características dos ritmos dos Quicumbis que aos poucos estão se perdendo no tempo...

Veja aqui um pouco mais sobre os Quicumbis, de onde vieram, seus instrumentos, seus trajes, e a interação que ocorre com a cultura Maçambique.
       
 
 Post Anterior
02/06/2010
Maçambiques de Osório - Manifestação Folclórica
  Próximo Post
23/11/2010
Ensaio de Pagamento de Promessa - Parte II - Os Quicumbis
Deixe aqui seu Comentario
 
Blogs
Marina Raymundo da Silva
Escritora professora Branca Diva Pereira de Souza-2ª parte
Marina Raymundo da Silva
Escritora professora Branca Diva Pereira de Souza-1ª parte
Marina Raymundo da Silva
Imagem centenária de Santa Catarina de Palmares do Sul
Marina Raymundo da Silva
Medalha Dante de Laytano
Marina Raymundo da Silva
Lançamento de livro A Coberta dalma no L.N. do Rio Grande do Sul
Marina Raymundo da Silva
Lançamento de livro Navegação Lacustre Osório-Torres- 3ª edição
+ posts
Cadastre seu flyer + eventos
 
    Parceiros
 
Todo conteúdo, imagem ou opiniões publicadas aqui neste espaço é de responsabilidade civil e penal exclusiva do blogueiro.
 
 

www.rotaacoriana.com.br